Memorial
Acesso ao portal e-saj Acesso as perguntas mais frequentes
Memorial Des. Vicente de Lemos

O Memorial Desembargador Vicente de Lemos que tem como pressuposto básico a idéia de “História com mestra da vida”, será um pólo irradiador e iniciativas culturais: publicação de folders, edições fac-simlares, história oral, exposições permanentes e itinerantes, projeções de vídeos, visitas planejadas das escolas públicas e privadas , espaço de cursos, seminários, debates e reflexões acerca do Poder Judiciário na construção da cidadania norte-rio-grandense.

A História estabelece um diálogo com diferentes sujeitos que vivenciaram suas experiências no passado, interpretando seus trajetos, lutas aspirações e paixões, contribuindo para um melhor conhecimento do presente e contribuição do futuro. O conhecimento histórico permite selecionar no passado ações coletivas, que embora produzidas em diferentes temporalidades, podem trazer luzes para a solução de problemas atuais.

Mostrar a historicidade do Judiciário é tarefa fundamental, principalmente para aculturação dos que fazem a Corte da Justiça: desembargadores, juízes e funcionários, uma vez que os acontecimentos do passado, emborra não reprodutíveis, enriquecem os cenários de análise, definindo tendências de longo prazo, contribuindo para a imagem cultural das ações do Judiciário a nível da comunidade.

Desembargador IVAN MEIRA LIMA
Coordenador do Memorial

Vicente Simões Pereira de Lemos nasceu em Recife/PE a 28 de outubro de 1850, filho de Vicente Herculano de Lemos Duarte e Bernardina de Sena de Lemos Duarte.

Diplomado pela Faculdade de Direito do Recife na turma de 1873, antes de ingressar na magistratura o Rio Grande do Norte ocupou os seguintes cargos : 1 – Promotor Público em Ipu e Maria Pereira(CE – 1874). 2 – Promotor Público de Macau(1874-78). 3 – Juiz municipal de órfãos de Caicó(1878-89). 4 – Promotor Público em Açu(1887-89).

Com o advento da República, foi nomeado a 26 de novembro de 1890 para o cargo de Juiz de Casamento na Comarca de Natal, em virtude a Instituição de Casamento Civil.

Em face da nova ordem estabelecida, foi o Dr. Lemos nomeado por Pedro Velho Juiz de Direito da Comarca de Canguaretama, de 1ª entrância(1892-95). Com o falecimento do Dr. Luiz Antônio Ferreira de Souto, foi removido para a Comarca de Natal. Em 24 de agosto de 1898 assumiu o cargo e Desembargador do Tribunal de Justiça. Em 15 de abril de 1918 foi aposentado do cargo em função de não dispor mais de saúde para continuar.

Foi fundador do instituto histórico geográfico do RN, sendo seu segundo presidente(1910-16).

Deixou publicado os seguintes trabalhos: Apontamentos sobre a questão de limites entre o Ceará e o Rio Grande do Norte(1902-03) e Capitães Mores e Governadores do Rio Grande do Norte.

O Desembargador Vicente de Lemos faleceu em Natal/RN a 3 de dezembro de 1919, aos 68 anos de idade.

Resolução Nº 10/1999-TJ, publicada dno diário da justiça, em 15 de outubro de 1999, cria o memorial do Poder Judiciário do RN.

Resolução 21/2000-TL, publicada no diário da justiça, em 1º de setembro de 2000, denomina "Desembargador Vicente de Lemos" o memorial do Poder Judiciário.

Gerais

Sistematizar, preservar e divulgar a Memória do Poder Judiciário do RN, mediante a estruturação de memorial.

Específicos

- Dotar o Tribunal de Justiça de um Memorial capaz de resgatar e preservar a História Judiciária nos aspectos: documental, utensilial, iconográfica, hemrográfica e bibliográfica, etc;

- Difundir cultura histórica para funcionários, pesquisadores e a comunidade em geral;

- Subsidiar a magistratura norte-rio-grandense na perspectiva da construção de uma identidade coletiva e história;

- Resgatar a história do cotidiano forense, a partir das narrativas peculiares e que marcaram época.

- Pesquisar e identificar documentos referentes à trajetória histórica dos diversos órgão que compõem o Poder Judiciário do RN;

- Organizar e expor galeria dos magistrados do Poder Judiciário;

- Diligenciar esforços para localizar e posterior exposição de indumentárias e utensílios representativos de época e costumes da Justiça norte-rio-grandense;

- Localizar publicações, expô-las, a fim de que espelhem a atuação do Poder Judiciário na dimensão temporal;

- Elaborar e publicar edições fac-similares, folders e opúsculos alusivos à história do Poder Judiciário do RN;

- Oferecer cursos sobre Pesquisa Histórica e História do Poder Judiciário potiguar para alunos da escola superior da magistratura do RN e demais pessoas interessadas;

- Divulgar para mídia todas as atividades do memorial.

Coordenador: Desembargador Ivan Meira Lima

Coordenador Técnico: Eduardo Antônio Gosson

Andréa de Paiva Ubarana

Ana Cláudia Carvalho Miranda

Maria Marilac Fernandes Marques

Horário de Atendimento

Segunda a Sexta-Feira, das 8h às 18h

Endereço

Praça André de Albuquerque, 22

Esquina da Rua Padre João Manuel e D. Pedro I

CEP: 59025-350 | Natal/RN

E-mail

memorial@tjrn.jus.br

Telefone

(84) 3616.6470

Sala de Exposição Memorial Galeria dos Presidentes
Galeria dos Ministros Potiguares Acervo Documental Acervo Bibliográfico
Escola da Magistratura do RN      Associação dos Magistrados do RN      OAB - Ordem dos Advogados do Brasil - RN